Seja bem vindo
Cerro Azul,17/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Escola Municipal Padre Luciano de Cerro Azul realiza o 4º Chá Literário

Fonte: Nelson Lorenski
Escola Municipal Padre Luciano de Cerro Azul realiza o 4º Chá Literário Alunos do 4º ano da Escola M. Pe. Luciano de Cerro Azul - Imagens Nelson Lorenski
Publicidade

Hoje, dia 27 de junho, a Escola Municipal Padre Luciano de Cerro Azul realizou o seu 4º Chá Literário com boa participação dos pais dos alunos de todas as turmas.
Durante o ano letivo, as crianças desenvolvem diversas atividades de leitura e escrita e a função do Chá Literário é mostrar para as famílias o aprendizado dos seus filhos.
No primeiro audiovisual apresentamos o trabalho dos alunos do 4º ano sob a direção da Professora Simone Jaquetti que leram o livro "O menino do dedo verde" de Maurice Druon. 

Na Parte 2 - temos a  apresentação dos alunos do 5º Ano do turno da manhã do livro Polyana de Eleanor H. Porter dirigidos pela professora Magali von der Osten     e depoimentos de alunos, pais e da professora Simone Jaquetti.

TURNO DA TARDE

A primeira turma do turno da tarde a se apesentar foi o 1º ano da Professora Vanessa Scheleider que em parceria com o professor de karatê João Ari Mangger apresentaram o Livro O menino que não sabia ler da autora Mariana Caltabiano.

Assista ao audiovisual do 1º ano:

Depoimentos de mãe de aluna e da Professora Vanessa Scheleider


A turma do 2º ano

3º ANO

4º ANO 


5º ANO


E assim foi o dia do 4º Chá Literário da Escola Municipal Padre Luciano da cidade de Cerro Azul. É importante reconhecer o trabalho das professoras em sala de aula e da equipe pedagógica que assessora as professoras para encorajar os alunos na difícil atividade da dramatização para um público externo da comunidade. Depois da atividade pedagógica, a equipe se pergunta se foi bom, o que faltou, sempre o medo do julgamento. Esse medo que paralisa precisa ser erradicado. O erro faz parte do processo de aprendizagem.  Precisamos nos encher de coragem e encorajar nossas crianças para que elas se sintam capazes mesmo quando se sentirem inseguras e nervosas. Umas das pequenas artistas que representou a Bruxa falou depois que terminou que o nervosismo a fez esquecer tudo o que tinha que falar. Se todos nós estamos sujeitos ao erro, precisamos ser compassivos uns com os outros. Só assim agiremos com coragem e venceremos nossos medos.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login